5 de março de 2008

Troglossexualizando



Não me olhe assim
Minhas explicações
Não cabem no seu bolso
Minha troglossexualidade roxa
Faz meu Eu mais Eu
Os quadro do meu mundo
Eu mesmo os pinto
Em cada esquina
Grito - liberdade
Calar - aprisionamento
Me enterraria vivo

Zélia


Para meu amigo João e a expressão de sua troglossexualidade. ;)

4 comentários:

Mattoso disse...

Esse é o João que conheço :)
E ainda bem que grita, e não se aprisiona a comentários.

João Neto disse...

Zélia, só você para fazer uma homenagem dessas. Thanks!! E fique tranquila, jamais arrotarei, soltarei gases ou coçarei o saco na sua frente, até porque soy macho, pero no mucho (e o Rock Star tem o dobro do meu tamanho...)! KKKKKKK!

Zélia Palmeira disse...

kkkkkkkkkkkkkkk

E olha que ele diz que não tem ciúmes só pra manter a pose de macho troglossexual dele mas quando assume o ciúme,sai de baixo!!!

kkkkkkkkkkkkkk

Alice disse...

Dear Crazy, You write in a way that it's not an answer, but a text instead. It's complete.
:)