28 de março de 2008

Recolhendo Ilusões

Foto por Michel Rajcovik - deviantart.com


Procurei entre as linhas tortas das minhas convicções
As mesmas que me levaram a realizar o irrealizável
E eis que surge a verdade irretocável destes tempos
Tem alguém que me ama, e pronto
E dito assim, em supetão de dó maior, torna-se canção
Acordes dissonantes executados sem compasso
Há música quando não se quer ouvir?
Tudo bem, ainda não me fiz vácuo
E ando, em deliberado sonhar, recolhendo ilusões
Tomando em minhas mãos o que de resto é perfeito
Recordo e recrio e refaço passos até a cruz
Olhando através do avesso do que se fez
Sem coragem de decorar o quarto que ficou vazio
Não sei nem se quero decorar, ou decolar de novo
Vou, sem rumo, mundo afora
E sei
Tem alguém que me ama
Pronto

5 comentários:

Camilla Tebet disse...

Uau, com certeza tem alguém que te ama. E tem um monte de gente por aqui que ama suas letras, gente que dorme, gente que nem sempre, gente que chuta o balde e o espelho, gente que nem sempre. Realistastes mesmo o irrealizável, se dar conta de que alguém te ama e pronto! O e pronto fez o texto.
Sr, Policial, o senhor é um grande poeta. Sou fã.

João Neto disse...

Thanks Camilla! E obrigado a todos vocês que amam a poesia do homem que no momento não consegue amar ninguém...

Luci disse...

Realizar o irrealizável pelas linhas tortas das convicções.

Isso é de matar! Perfeito! Porque o convicto tem becos sem saída. Só pelos caminhos tortos, aqueles que nem acreditamos ser possível, mas apostamos nossas vidas, é que podem nos salvar.

Adore isso e viajei,né...

Bjo

Luci:)))

Alice disse...

Se tem alguém que ama você, cancela a passagem só de ida para a terra do Bukowski. Ou então enche a cara até fazer loucura.

Zélia Palmeira disse...

Vc foi bem direto:o que mais importa se alguém te ama?!Só o amor salva!