17 de janeiro de 2008

Sinal Amarelo

Talvez essa felicidade tenha CEP, crença e pouco amor. Não sei se percebe seu limite, mas está quase ultrapassando a famigerada linha da intimidade. Se está convidado a entrar nesse mundo tão complicado, sinta-se a vontade, mas cuidado, porque a porta pode está aberta, mas o coração fechado. Não que ele esteja passando por alguma crise, mas por nunca ter se dado ao prazer de deixar alguém entrar. Se vestiu a roupa da persistência, saiba que essa mente que habita este precioso corpo vive de fases. Sem vontade de que as suas, combine com as minhas, sem vontade de querer entender você. Meu mundo tem pouco espaço, e sou muito espaçosa, talvez lá no canto tenha um lugar pra você. Sinta-se a vontade. Mas também não me cobre nada, você entrou só porque a porta estava aberta.
Mattoso

6 comentários:

Mattoso disse...

Não tenho dores, nem me curvo diante do meu mundo constantemente, por isso me faltam o que sentir. Mas esse sinal amarelo dedico pra uma grande amiga que talvez nunca saiba que um dia eu a aconselhei.

Zélia Palmeira disse...

Fico feliz em saber que o curso que as letras seguem tenha nos trazido a liberdade para expressar o que sentimos de forma escrita e tão verdadeira. ;) Bom,antes de chegar ao "Sinal Amarelo",vou dar mais uma voltinha :D e falar do que você comentou,Simoni.Não é pecado,nem crime,não ter "dores".Muito pelo contrário.As dores devem nos ajudar a crescer mas se passarem a fazer parte de nossas vidas como uma constante imutável já nos causa mal e muito!E duvido,com todo respeito,que lhe falte "o que sentir".Talvez,um pouquinho mais de experiência e olhos "mais abertos"...

Gostei do que li em "Sinal Amarelo",finalmente cheguei a postagem.Faz-me lembrar que,às vezes,abrimos porta mas não abrimos coração.Isso pode ser proteção, e nem acho que ele deva estar sempre "aberto",mas me remete ao fato de não "estarmos disponíveis" para o que o mundo pode nos oferecer de novo...

João Neto disse...

Portas e corações... Já me disseram que o coração é a porta para a alma.

Ou seria o contrário? Não importa. Pode até estar aberto, mas isso não significa, de fato, que estará apto, ou pronto, para receber os visitantes.

Alice disse...

Simoni,

De escritora para escritora, digo que você criou sua forma de escrever. Deu voz a todos os Olhos Líricos que um bom texto pode nos trazer. Fiquei imensamente feliz ao ler seu texto... Tem vida própria e fala com vontade.

Com admiração,
Letícia

Thiago Magno disse...

Simoni,
Pelo visto me parece que uma nova escritora surge. Benditos sejam esses blogs. Meus parabéns. Espero que com esse "sinal amarelo", apareçam muitos "sinais verdes" e com isso surjam outros textos.

Mattoso disse...

Zélia,
por isso mesmo as vezes prefiro ficar de olhos bem fechados, igual a criança pequena quando está com medo de escuro eheheheh..
E a vcs obrigada pelos elogios, é o resultado de ter amigos que nos colocam nos ensinam a pensar.
Bjs a todos