15 de abril de 2008

Na Cozinha

(Foto por Bongshock - Deviantart.com)

Lágrima e sal e cozinha repleta de receitas
Trazem lenha, sentam-se, tricotam malhas surradas
Café é bom no copo, queima a mão
Brincar com fogo dá azar, melhor bater três vezes na madeira
Provam, mas não conseguem decidir, passou do ponto?
Surpresa, as notícias são antigas e não saem de moda
No forno, mistura para bolo de limão
No pão dormido, mosca que pousa e voa e pousa e voa
Na toalha quadriculada, joga-se xadrez
Rei que, secretamente, deseja se entregar aos braços e abraços da dama
Na face, semblante de esperança requentada, um tanto quanto cansada
Beija-se boca, esconde-se a alma
Ela quer a métrica que completa sua poesia
Não vê a hora de vestir-se de brincos e brincar de Lady Godiva
Fornada pronta de biscoitos chineses da fortuna
Hoje você encontrará o seu grande amor
Amanhã você fará uma viagem para um país distante
Sua cor da sorte é azul e não use alianças
Não terás sorte com elas, seja em que mão for
Tarde passa, noite chega, pouco é dito
Perguntas deixam de ser feitas, respostas não são desejadas
Penumbra na cozinha, fogo que se apaga
Mas há brasa
E basta apenas uma...

3 comentários:

Alice disse...

Poesia generaliza aos poucos. Faz a gente se sentir igual. Eu que tenho lido o que você escreve, vejo os pontos de harmonia entre o seu sentir e pensar - o racional e o lírico. E vejo a qualidade do escrever ganhar outros caminhos - novos tons de palavras e também, aos poucos, você se torna escritor sem medo. Fala o quer em sua criação... beijos eternos e saudade e o sexo fica ali, nas entrelinhas, como um personagem que existe sempre em um poema de amor.

So you've become a poet.

E assisto seu talento todo dia.

Bjs...

Letícia

Camilla Tebet disse...

Hã, que lindo. Uma brasa. Estou devagar, mas dei uma entradinha na sua cozinha, fiquei ali um pouquinho admirando seu talento, que só cresce, assim como pãozinho caseiro e tenho que ser humilde para dizer que só escrevo pra dizer que estive aqui, já que estou devagarzinho.
Um beijo

Camilla Tebet disse...

Obrigado pela força.