8 de junho de 2008

Anjo, Assim Diz Ela

(Foto por Skaterboy - DeviantArt)


“Anjo...
amigo...
amor...
poeta...
e inspiração!”

A Ana Fernandes me mandou esses versos, pediu para completar. Completei. Espero que gostes, Mafalda.

Anjo
E se você diz assim
Então assim é
Outono se foi
Inverno deixado para trás
Primavera começa com flores
Verão vem
E, enquanto não chega
Criemos os nossos próprios dias de calor
Só um pouquinho... diz com languidez
Sussurra segredos
Escancara sorriso
Toma pela mão
Guia para si
Faz arte com o corpo
Enlaça e abraça forte
Pendura cartas de amor no varal
Faz poesia às escondidas como criança traquina
É festa com balões multicoloridos
É lua cheia que astronauta admira
Mar de águas claras em dia de sol
Linha reta em estrada torta
E ponto final em conto de amor

Anjo
Se você diz assim
Assim é
As asas são suas
Voemos alto sem medo de cair
Vamos perto do sol
Vamos longe no céu
Vamos fugir
Pousar em ilha desejada
Ver golfinho dançar para você
Mergulhar e fazer colar de corais
Sermos juntos
Ser eu, ser você, sermos nós

5 comentários:

Alice disse...

Todo mundo que voa alto perde o medo de cair. Lembrei do filme Cidade dos Anjos. Talvez pela própria palavra Anjo ou pelas Asas ou pelo Amor Expresso. Seu poema é de amor e bonito é ver declaração assim. Que escrevam sempre juntos - Você e a Ana.

Sigo lendo e admirando.

"Sermos juntos
Ser eu, ser você, sermos nós."

(João Neto)

Todo amor acredita nessa união de ser um só. Amor é assim mesmo... sem cura.

Take care, Poet.

Zélia Palmeira disse...

Escrever a quatro mãos é mais difícil que escrever a duas.Se os versos se encaixam é mão na luva.Amor é isso!É viver dois em um - porque assim está escrito - em sintonia com o mundo.

Bjo para vcs 2!

;)

Camilla Tebet disse...

Que lindo! Um amor para todas as estações. Que se faça o sol dentro de vcs mesmo quando lá fora estiver cinza. Sussurros de segredos que fazem de dois um nós. Adorei. Lindo, caro poeta, lindo!

Ana Fernandes disse...

Sou toda alegria!
Início, meio e fim!
Fim? Não! Começo e recomeço,
sempre...
E para quem disse que “o pra sempre, sempre acaba”
digo, convicta:
nunca viveu, minimamente,
a infinitude ou a plenitude
da felicidade renovada...

1 Bj e 1 sorriso para vcs que fazem parte do blog de alguma forma e 1 especial para meu único e verdadeiro AMOR João(Anjo)Neto

Narradora disse...

Lindo texto. Sempre belo o amor.
Bjs